Investidores de fundos de ações brasileiros sofrem com queda da Bolsa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Os fundos de investimento em ações enfrentam mais um ano complicado e boa parte deles  registram queda no ano, na esteira da desvalorização do Ibovespa. De acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), sete classes de fundos acumulam rentabilidade negativa em 2021.

A maior queda fica com os fundos do tipo Ações Dividendos, que perderam 7,37% em 2021. Em seguida aparecem os fundos Ações Índice Ativo, que recuaram 6,70%. O terceiro pior desempenho veio dos fundos Ações Sustentabilidade/Governança, com queda de 6,50% no ano, seguidos pelos fundos Ações Indexados (-6,16%).

Os dados da Anbima são atualizados com o fechamento das cotas até o dia 29 de setembro. No mesmo período, o Ibovespa registrou queda de 6,65%..

Importante lembrar que os dados divulgados pela entidade levam em conta a média de rentabilidade de todos os fundos de cada classe. Se observarmos os fundos individualmente, veremos que muitos perderam bem mais do que isso: alguns acumularam queda de mais de 20% apenas este ano.

Também não podemos esquecer que os fundos cobram taxa de administração dos cotistas, que costuma variar entre 1% e 2,5% ao ano nos fundos de ações. Isso quer dizer que ao aplicar R$ 100 mil em um fundo com taxa de 2% ao ano, o investidor paga R$ 2 mil por ano, mesmo que o fundo não entregue um resultado satisfatório.

Seja seu próprio hedge fund

A Convex Research parte da premissa de que os investidores devem adquirir conhecimento para serem capazes de administrar seu próprio patrimônio, protegendo seu capital por meio de uma exposição convexa a diversas classes de ativos.

“Um dos princípios da Convex Research é transmitir conhecimento de base. Os relatórios semanais trazem além das recomendações de investimentos, análises que permitem ao investidor compreender as etapas dos ciclos econômicos e os fundamentos que envolvem cada classe de ativos”, diz Richard Rytenband, economista e CEO da Convex Research.

Com foco na preservação de capital, a ideia é proporcionar retornos consistentes e liberdade, ao transformar o investidor brasileiro em um investidor global. “É a metodologia dos melhores Hedge Funds aplicada de forma inédita para os investidores individuais”, diz Rytenband.

Receba nossa

Newsletter

Novidades e informações importantes sobre a Convex

Relacionados

Preserve o Seu Patrimônio

Seja um Assinante Convex

Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções e ferramentas para que você se torne um investidor global.